introduction-pt-br-2: Difference between revisions

From Microformats Wiki
introduction-pt-br-2
Jump to navigation Jump to search
(saved here, moved from Introduction to Microformats which was apparently unintentionally translated to pt-br)
 
(auto-toc, rm ref to not even half-constructed 'notable-users' page which was an unsustainable/unmaintained odd subset of examples/implementations)
Line 1: Line 1:
<entry-title>Introdução aos Microformats</entry-title>
<entry-title>Introdução aos Microformats</entry-title>
__TOC__
 
== O que são Microformats? ==
== O que são Microformats? ==


Line 23: Line 23:


== Ver ainda ==
== Ver ainda ==
* A list of [[notable-users|some notable users]].
* A list of [[examples-in-wild|sites using microformats]].
* Recent [[press]] interviews and [[articles]] are also a good introduction.
* Recent [[press]] interviews and [[articles]] are also a good introduction.
* See microformat [[presentations]] for more background and introductory material on [[microformats]].
* See microformat [[presentations]] for more background and introductory material on [[microformats]].

Revision as of 07:37, 24 January 2012

<entry-title>Introdução aos Microformats</entry-title>

O que são Microformats?

Microformats é uma forma simples de adicionar marcas para interpretação humana de diferentes tipos de informação como por exemplo eventos, detalhes de contactos ou localizações, em páginas web, de forma a que a informação aí contida possa ser extraída por software para ser indexada, pesquisada, guardada, referenciada ou combinada.

De uma forma mais técnica, são items ou marcas semânticas que recorrem apenas ao standard "plain old semantic (X)HTML" (i.e. "posh") através de um conjunto de existing-classes comuns e valores do atributo "rel". São um formato aberto e estão disponíveis de forma gratuita para todos.

Porquê Microformats

Porque é que nós aparecemos com os microformats?

Em suma, os microformats são a convergência de um conjunto de tendências:

  1. O próximo passo Lógico na evolução do webdesign e na arquitectura de informação.
  2. Uma forma de pessoas e organizações têm de publicar por si informações mais ricas, sem terem de se socorrer a serviços centralizados.
  3. an acknowledgement that (outside of specialist areas) "traditional" metadata efforts have either failed or taken so long to garner any adoption, that a new approach was necessary
  4. a way to use (X)HTML for data.

O apelo à Simplicidade

Ver ainda

Externo